Blog do Yogue

Busca

Sobre o blog

A idéia deste meu blog é trazer o mundo do yoga e da meditação mais perto do seu cotidiano.

Adoro responder e investigar sobre este assunto, pois é uma forma preciosa de conhecer mais este universo.

Este nome “blog do yogue” é porque vamos aproveitar a sabedoria de muitos e muitos yogues do passado e do presente para rechear e iluminar o nosso dia a dia. Yogue para quem não sabe é um sábio. E mais propriamente é aquele que chegou lá! Chegar lá no yoga é uma das muitas coisas a se saber...

30/06/2009

Os frutos da ação.

"Um bom viajante não tem planos fixos e a sua intenção não é chegar"

Lao - Tzu


"O Grande Caminho não é difícil para aquele que não tem preferências."
Sosan - um dos patriarcas do Zen, mestre andarilho do qual se sabe muito pouco -


 

Disse o Sr. Krishna a Arjuna: "Não prenda-se aos frutos da ação.  Atenha-se somente a ação. Você tem direito a ação mas não aos frutos da ação."


Três mensagens de épocas e origens diferentes e distantes, ambas as três não são de superfície , são profundas e de ordem prática. Com uma mensagem de fundo semelhante ou a mesma.

Sem expectativas você está livre!

Livre do que?

Livre dos grilhões dos resultados da ação que tanto atormentam a mente ou que tanto a mente atormenta a condição humana.


 

Por Sandro Bosco às 18h11

29/06/2009

Faça chuva ou faça sol, sorria!

 
 

Faça chuva ou faça sol, sorria!

"Nada existe de bom nem de mau, o pensamento é que o torna assim."

William Shakespeaere 


Tem que chover, tem que fazer sol, tem que fazer calor, tem que fazer frio, tem que ter dia nublado, tem que ter dia que venta, tem que ter o dia que o ar está parado. Mas é o eterno hábito de reclamar é que torna a vida tão chata para aqueles que se sentem obrigados a se incomodar todo dia por tão pouco.
Se cada um pudesse ver o mal que faz para o seu sistema imunológico ou digestivo quando se irrita, talvez mudasse o jeito de ser . Mas poucas pessoas tem consciência do seu corpo, só o sentem quando ele doe ou quando estão doentes. A tendência da maioria dos humanos é continuar reclamando mesmo sabendo pela lógica que a natureza é inexorável, o tempo é inexorável.
Que tal sorrir, para a chuva, sorrir para o frio ou para o calor?
A saúde agradecerá.


 

Por Sandro Bosco às 22h51

26/06/2009

Durma bem!

 
Fiquei gripado. Mudança de estação pega a gente na curva. Tive por isto duas noites muito mal dormidas. Ontem a noite então tomei uma atitude: investi numa prática de yoga básica antes de dormir.
O yogasana  - postura de yoga - que eu privilegiei foi o halasana (foto). Dormi como um anjo.
Existe  algo melhor do que isto?
Pergunta:
 - Como os yogues conseguiram descobrir e garantir a importância deste asana para o sistema nervoso?
 Há quem diga que esta não é uma postura de yoga, é bem mais do que isto, “ é uma benção para a humanidade”!
Ano passado dei um workshop sobre insônia. Foram posturas e orientação apropriada para desligar este tipo de excitação do sistema nervoso. Alguns insones dormiram no final do workshop.
Mérito dos yogues. Sabedoria yogue.
Tenha um bom sono.
Bom final de semana!

 

HALASANA - postura do arado. Esta variação da postura, feita com o uso de alguns acessorios,  facilita a permanência .

Por Sandro Bosco às 18h01

25/06/2009

Do corpo mental para o corpo físico

 
Os yogasanas  -posturas do yoga - tem a sua beleza em si. Mas, no dia a dia,durante a aulas, observo que quando o aluno concentra-se em fazer o asana para si mesmo e não está preocupado em vestir o asana para mostrar para alguém, dá-se uma mudança radical! É quando a atenção do praticante é trazida do corpo sutil, o nível do pensamento, para o corpo grosseiro, o nível físico, neste momento ou instantes que sejam, uma outra beleza ocorre no asana. O corpo fica coeso, fica inteiro, é como um tigre quando está presente em todo o seu esplendor. É isto que  traz um brilho a mais, que faz a diferença aos olhos. É o momento do ekagrata, concentração. É quando a experiência do yoga, por momentos que seja, ocorre. 
Como professor de yoga é preciso estar com os olhos no “agora” para ver.

 

 

 

Estar no 'agora' é comumente associado em fazer algum esforço mas o caminho mais curto é não fazer esforço, é entregar-se. Esforço quem faz é a mente para pensar sem parar. O silencio que está lá dentro da mente, um pouco mais fundo, náo é um campo de esforço, é um campo presente, é um vazio maior que o pensamento. É todo permanente, todo expansivo e todo penetrante. É um oceano de energia do qual o pensamento é uma parte infinitesimal.

Por Sandro Bosco às 17h45

24/06/2009

Feliz Aniversário Gurumayi Chidvilasananda

 
 

Feliz Aniversário Gurumayi Chidvilasananda

 

Hoje no aniversário desta Yogue iluminada quero presentear os visitantes desta blogosfera com este techo do livro dela.


"Isto é sadhana (caminho espiritual). Muitas vezes nos é dado muitos ensinamentos, mas quando não há yoga da sabedoria com os ensinamentos, nós não sabemos como entende-los. Da mesma maneira, não importa quantas coisas nos sejam  apresentadas na nossa vida, se nós não tivermos entendimento interior, se nós não tivermos reconhecimento interior, nós não sabemos oque fazer com eles.”

Gurumayi do livro “ Acenda a chama do meu coração”


 

 

Por Sandro Bosco às 07h22

23/06/2009

O conhecimento de si mesmo

Sem ir além da nossa porta,
podemos conhecer o mundo
Sem, assomarmos à nossa janela
Podemos conhecer os caminhos do céu
Quanto mais longe vamos
Tanto menos avançamos
Por isso, o Sábio:
Sem caminhar, alcança sua meta
Sem ver, tudo observa
Sem agir, tudo realiza

                     LAO TSÉ

Por Sandro Bosco às 22h22

22/06/2009

O Rato e o Monge

 
 

O Rato e o Monge

 

   Sentado em sua caverna no meio de um bosque, o monge meditava, imóvel. Tudo era silêncio e quietude. Mas de repente um camundongo, de olhinhos aflitos, tentando atrair-lhe a atenção, pôs-se a roer-lhe a ponta da sandália.

   Interrompido na contemplação pelos caprichos de um insignificante rato, o monge impacientou-se:

- Quem pensa que é, para assim perturbar minha contemplação?

- Estou morto de forme – respondeu o rato.

- Fora daqui, animal estúpido. Estou prestes a realizar minha união com Deus! Como ousa perturbar-me nessa hora? – disse o monge, com um gesto hostil.

 O rato encolheu-se todo e retrucou:

- Quanta pretensão! Querer a unidade com Deus, quem não consegue ser uno comigo.


 

 Citação das escrituras yogues

“ Aquele que não pratica regular e intensamente será puxado para fora da meditação pelos sentidos, mesmo que ele vigorosamente tente controla-los.

Sua meditação será perturbada por tais distrações como calor, frio, prazer, dor, transtornos mentais, e mosquitos, que criam dor corporal e fazem a mente vagar distraída."

YOGA SIKHA UPANISHAD


Por Sandro Bosco às 16h34

19/06/2009

Pureza

                                                                                                  

 
Dor é muito comum quando sentamos para meditar. Doe os joelhos, as costas, o pescoço e acredite você que isto são maneiras de purificação. Isto leva você a acreditar que não está meditando profundo ou que você está estagnado. Isto não é verdade! Pode ser um sinal que o corpo está sendo purificado.
A pureza total é obtida quando a mente é purificada de todos os pensamentos limitantes.
No yoga do Shivaismo do norte da Índia, é ensinado que somente um pensamento como: “Eu sou shiva”, “Shivo Ham” eu sou o Ser Interior, o testemunho da mente, a consciência pura e infinita, aí então podemos estar totalmente com a mente purificada.

 


 

Por Sandro Bosco às 15h19

18/06/2009

Quando ensinar?

 
 

Quando ensinar?


Um dia, o discípulo dedicado a prática regular e disciplinada dos ensinamentos do seu Guru, perguntou a ele, depois de algumas décadas de discipulado:
 - Mestre quando eu deverei começar a ensinar o que tenho aprendido com você?
O mestre respondeu:
 - Quando for inevitável!

Por Sandro Bosco às 18h19

17/06/2009

Stress - O medo está nos músculos ou na mente?

 
 

Stress - O medo está nos músculos ou na mente?

Insegurança e medo

Muitos pesquisadores e terapeutas acreditam que insegurança e baixo auto-estima começa com a sua  família e continua com suas experiências de vida.

E atestam que estes são grandes causadores internos do stress que corroe a saúde.

Eu acredito que por trás destas duas questões, insegurança e baixa auto-estima, armazenamos o medo. O substrato de todos os medos é o da morte. Ele se esconde através de todos os outros ou se você preferir ele nutre todos os outros. Ao medo temos vinculado a sensação de perda. E não há perda maior do que a morte pois ela é para a maioria dos mortais a entrada no que é desconhecido!


Medo X coragem?
O medo se instala no corpo. Você pode sentir isto com um pouco de esforço. Sua respiração muda seus ombros pescoço ou costas tencionam. Entram aí certos yogasanas  - posturas - que tocam as camadas musculares superficiais e profundas do corpo e nos põem em contacto com este necessário e descartável sentimento de medo. Uma vez que você entra em contato, você pode reconhecer que lá no mesmo espaço interior do corpo nas camadas musculares ou nos esconderijos  da mente mora também a coragem.


Yogasana - retro-flexão

Esta flexão para trás (foto abaixo), por exemplo, se feito por um aluno novo, é capaz de bloquear a sua prática pois pode colocá-lo muito direta e rapidamente em contacto com o medo. Mesmo sendo feito com o apoio dos acessorios (cadeira, cinto, etc.) pode ser muito forte contra suas resistencias musculares! Muitas vezes o aluno alega que quer voltar e sair da postura logo e por desconforto físico, mas, sem consciencia disto, motivando este desconforto físico está as resistencias mentais armazenadas  na musculatura.



 



Por Sandro Bosco às 10h02

Observe os pensamentos que mais estão presentes na sua mente: Medite!

 
 

Observe os pensamentos que mais estão presentes na sua mente: Medite!

O homem que viu o diabo
Um homem que buscava o conhecimento viajou muitos países, atravessou desertos, recebeu instrução de muitos mestres, leu muitos livros durante toda a vida. Começava a envelhecer quando se deu por satisfeito. Já sabia o suficiente. Alcançara, enfim, a sabedoria.
E um dia o homem meditava quando viu o diabo sentado ao seu lado. Imediatamente gritou:
 - Fora daqui, demônio. Eu sigo o caminho dos eleitos e nada podes contra mim.
O Diabo, a estas palavras, evanesceu-se.
Porém um mestre que ali passava  lamentou:
 - Pobre de ti, meu amigo. Todos os teus esforços foram por água abaixo, pois que se assentavam em bases inseguras. Jamais perdeste o medo, a ansiedade e a auto estima.
 - Por quê? – quis saber o outro.
 - Este que se sentava a teu lado era um anjo. Tu é que viste o diabo.


 

"O mundo é como você o vê."
Upanishads


Por Sandro Bosco às 09h27

16/06/2009

A meditação do cineasta David Lynch

A meditação do cineasta David Lynch

 

Assista só esta experiência de meditação em grupo nas ruas do Rio de Janeiro.

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1060588-7823-GRUPO+FAZ+MEDITACAO+NAS+RUAS+DO+CENTRO+DO+RIO,00.html

O foco da experiência deles é que meditação traz paz e contamina!


O cineasta David Lyinch conta em seu livro sobre meditação - EM ÁGUAS PROFUNDAS, Editora Gryphus - "Os pequenos peixes nadam na superfície, mas os grandes nadam em águas profundas. Se você conseguir expandir o cesto de pesca - sua consciência - , poderá pegar peixes maiores". Mais a frente ele explica oque obteve no campo da criatividade atraves da meditação, explicando que se a sua consciencia é do tamanho de uma bola de golfe, você terá o entendimento da leitura de um livro deste tamanho, mas se a sua consciencia se expande atraves da prática da meditação a leitura do mesmo livro será totalmente diferente, será atraves de uma visão mais ampla. Daí a necessidade e vantagem de aprofundarmos no oceano profundo da nossa consciência atraves da meditação.

Principalmente se você é ligado em arte, cinema ou criatividade é uma leitura que vale a pena.

 

EM AGUAS PROFUNDAS: CRIATIVIDADE E MEDITAÇAO

 


As milenar escritur indiana do Upanishads diz:

"Assim como um espelho reluz quando está limpo, aqueles que vêem a Si Própios também reluzem. Eles são eternamente preenchidos pela felicidade"


 

Por Sandro Bosco às 22h34

10/06/2009

Yoga é ação

Ação

Regularmente, lembro a mim mesmo e em sala de aula lembro aos alunos  que :
 - Yoga é ação.
 No sentido mais restrito ou puro da palavra: “yoga é ação”.
Quando estamos realizando os yogasanas não deve haver movimentos mecânicos. Movimentos mecânicos permitem que uma mente que não para de pensar continue pensando. Enquanto a entrada, a permanência e a volta da postura ocorre é o momento certo de sentir a pele, os músculos, os ossos, ajustar os espaços internos e construir a postura e entrar no yogasana e ajustar o corpo a ele. Tudo isto demanda a energia do “estar presente”. Tudo isto subjuga a mente que pensa desenfreadamente e condicionadamente.

EKA PADA URDVA DHANURASANA - postura do arco suspenso em um pé só


Saúde

Quando a concentração no corpo cresce e permanece abre-se um caminho natural de disciplinar a mente e é quando (de modo geral) a ansiedade baixa e a saúde do metabolismo sobe.
Praticar yogasana com esta ênfase liberta você do sofrimento. O ser humano sofre mais pelo pensamento ligado ao passado e ao futuro do que de qualquer outra condição e assim o faz interminavelmente.
Yoga não é pensar é agir. Quando você pensa você não está agindo você está pensando.
Pensamento não é ação.
Yoga é ação!


Lição de mestre

Uma vez um grande guru - mestre espiritual -  do norte da India perguntou a vários de seus swamis (monges) qual era o mais poderoso dos mantras.

Respostas:

 - Om Namoh Narayanaya

 - Om Namah Shivaya

 - Om Shanti

E várias outras tentativas vieram e  o mestre só balançava a cabeça desaprovando.

Por fim ele disse:

 - O mais poderoso dos mantras é :

 -  Do it now!

 - Faça agora!


Por Sandro Bosco às 18h20

09/06/2009

Reduza a ansiedade. Pratique o "Yoga do Ouvir".

 COMENTÁRIO no blog de hoje

Sandro, estou gostando muito de ler os post antigos! Li semana passada um que foi bem importante: você falava sobre escutar. Como é difícil realmente escutarmos os outros, muitas vezes enquanto alguém fala nossa cabeça já está cheia com nossos próprios pensamentos e julgamentos. Gostaria muito de poder cada vez mais escutar ou outros de verdade, e percebo que o yoga me ajuda muito nisso. Obrigada, Livia
Livia - 09/06/2009 16:15


A raiz é o estado de meditação

Livia, que ótimo que você leu este antigo post do saber ouvir. O "Yoga do Ouvir" é poderoso! Quando conseguimos ouvir o outro com totalidade é porque esvaziamos a mente e isto é meditação e meditação é a raiz do yoga. Na árvore cuja raiz é o estado de meditação, a flor é o yoga e o fruto é contentamento interior.


Não achar nada!

Veja só quantas vezes por dia podemos praticar este valioso yoga! Quando escutamos sem nos preocuparmos com oque responder ficamos no momento presente, ficamos totalmente livres. Este exercício de ouvir é uma chance incrível de permanecer no 'agora' muitas vezes por dia. Nossa sociedade nos imprime a idéia de que temos sempre que dar opiniões e acharmos algo de tudo que vemos e ouvimos. No entanto isto alimenta a ansiedade e a  ansiedade nos distancia da nossa verdadeira natureza. É extremamante libertador ater-se só a ouvir a outra pessoa, sem o compromissso de dar nenhuma opinão, nenhum "achismo".


A prisão do ego

Temos em nós a regencia prisioneira  e forte do ego, onde lutar pelas nossas opiniões nos faz sentir mais importantes e assim muita energia é desperdiçada tolamente  Concordar e discordar é o que separa o o paraíso da terra. Quando ouvimos com a mente vazia ocorre o despertar da sabedoria interior, pois ouvimos com o coração. O coração é a morada da consciencia!


Por Sandro Bosco às 22h37

08/06/2009

Yoga, meditação e natureza

 
 

Yoga, meditação e natureza

Depois de uma semana sem dar aulas fiquei em plena natureza aproveitando para intensificar minha prática e estudos de yoga e meditação.
Regularmente me lembro da importância que vários yogues contemporâneos dão aos resultados advindos de estar pelo menos uma hora por dia sozinho em silencio praticando yoga ou alguma tarefa que permita uma auto-reflexão e contemplação, ou pode ser: escrever, ler, criar. Os sábios também recomendam uma semana inteira de isolamento a cada três meses. Das duas a segunda tem sido mais difícil, mas sei que os frutos são compensadores. Este perídodo mais longo me dá sempre uma reavaliação natural daquilo que considero necessário nesta vida, antes e depois desta espécie de retiro. Re-descubro que yoga, meditação e natureza são ingredientes necessários de uma receita saborosa e proveitosa.


 

Por Sandro Bosco às 17h58

Contra dores ciáticas e rigidez no quadril

 
 

Contra dores ciáticas e rigidez no quadril

foto - R. Setton

SUPTA PDANGUSHTASANA (lateral) - supta - deitado, pada - pé, angushta - grande artelho, asana - postura.

Benefício  - Este asana é muito bem utilizado no início da sua prática de yoga para melhorar oque chamamos de "abertura do quadril". Por não termos o hábito de sentar no chão a articulação coxa-quadril apresenta dificuldade tanto nos asanas que se realizam sentados no chão como naqueles asanas de pé com as pernas afastadas. Esta variação com o cinto auxilia se você não consegue segurar o grande artelho (dedão do pé).

O Sr. Iyengar o recomenda para dores ciáticas e paralisia das pernas. O sangue circula nas pernas e quadris com mais força, rejuvenescendo os nervos.  Este asana remove a rigidez das juntas dos quadris e previne a hérnia.  Sua prática regular desenvolve as pernas harmoniosamente.                             Fontes: A luz da Yoga .B.K.S Iyengar  -  Editora: Cultrix


 

Por Sandro Bosco às 17h40

Sobre o autor

Sandro Bosco

Certificado internacional de Iyengar Yoga. Ensina e pratica yoga e meditação há mais de 40 anos, coordena a escola Yoga Dham. Neste blog compartilha regularmente todas estas experiências.

Histórico