Blog do Yogue

Busca

Sobre o blog

A idéia deste meu blog é trazer o mundo do yoga e da meditação mais perto do seu cotidiano.

Adoro responder e investigar sobre este assunto, pois é uma forma preciosa de conhecer mais este universo.

Este nome “blog do yogue” é porque vamos aproveitar a sabedoria de muitos e muitos yogues do passado e do presente para rechear e iluminar o nosso dia a dia. Yogue para quem não sabe é um sábio. E mais propriamente é aquele que chegou lá! Chegar lá no yoga é uma das muitas coisas a se saber...

31/08/2009

A mente influencia o funcionamento do corpo.

 
 

A mente influencia o funcionamento do corpo.

 

Como este post da semana passada sobre yoga e depressão trouxe vários comentários dos visitantes, continuo um pouco mais nas  minhas reflexões aqui nesta blogosfera do yogue.


 

Há sem dúvida uma questão mais profunda a ser refletida e analisada quando o assunto é depressão e aonde o yoga pode apoiar e ajudar.

A química é real no sentido de quando a mente está afetada produz um certo efeito no corpo. Do ponto de vista, não só mais do yoga mas das ciências ocidentais, sabemos que a mente é energia e sabe-se hoje também no ocidente que a mente ou a energia é que controla a matéria e não ao contrário. O pensamento corriqueiro ocidental procura inverter colocando a carroça na frente dos cavalos.
Sempre o pensamento técnico e trivial ocidental foi diferente nesta questão e eu pergunto a você:  até quando será ?



Nas escrituras yogues encontramos muita sabedoria nesta seara. No Yoga Vasistha o antigo sábio Vasistha diz algo que nos faz perceber o quanto podemos afinar o corpo com a mente em direção a saúde:


“Quando a mente está aflita o corpo segue completamente este distúrbio. Por causa deste distúrbio o fluxo do ar vital (prana=energia) distancia-se

do equilíbrio.”  - Yoga Vasishta


Nos yogasanas  - posturas - levamos a consciência do corpo físico ao corpo sutil ( a mente).


SALAMBA SIRSHASANA - significa o pouso sobre a cabeça com apoio . Na foto vemos o movimento de entrada na postura para iniciantes neste asana.

Benefícios - traz poderosos efeitos positivos no sistema nervoso e glandular endócrino.


Por Sandro Bosco às 18h13

29/08/2009

Dia nacional de combate ao fumo

 
 

Dia nacional de combate ao fumo

Hoje é o dia nacional de combate ao fumo e eu tenho bons motivos para estar dentro deste assunto como praticante de yoga. Como professor de yoga já acompanhei pessoas na luta contra o vício tendo as práticas de yoga como apoio.


Morte asfixiante

Meu pai morreu de câncer no pulmão por causa do tabagismo. Não parece ser uma  morte agradável. Parece asfixiante. Estava ao lado dele no momento da sua última expiração e acompanhei bem de perto seus últimos meses de vida.
Freqüentei na ocasião o Hospital do Câncer no setor de doenças do pulmão e lá vi inúmeros casos semelhantes ao dele e recomendo uma ida lá aos fumantes que buscam por motivação para largar o vício.
 
Uns três anos depois da sua morte, minha mãe retornava ao médico com exames dos pulmões, por forte gripe e tosses, e o médico indagava se ela ainda fumava ou há quanto tempo ela tinha parado de fumar e ela muito brava respondeu que nunca tinha fumado. O médico pneumologista argumentou informando que ela tinha pulmão de fumante.
 Conclusão: fumante passiva.


Como o Yoga ajuda?

 A prática do yoga de maneira geral ajuda a redução da dependência química.
Muito mais do que os pranayamas  - respiratórios – são os yogasanas – posturas -  que ajudam na irrigação sanguínea do aparelho respiratório, na queda da ansiedade e no conseqüente desinteresse progressivo pelo cigarro.


Condicionamento em massa

É uma cultura muito forte e antiga a do cigarro. Por quanto tempo fomos castigados e bombardeados por comerciais por exemplo na TV. A mídia condicionando as mentes humanas. Ninguém merece. Muitos hábitos impingidos pela mídia de comerciais geram uma escravidão humana de hábitos e condicionamentos no mínimo cruel.

Mas cuidado, são muitas as formas de escravidão mental, a dos vícios que  degradam a liberdade e a saúde,  é apenas uma delas.



 
Como cantava Bob Marley:
"Emancipem-se da escravidão mental;
Ninguém além de nós mesmos pode libertar nossa mente."


SARVANGASANA - significa postura que trabalha todas as partes e sistemas do corpo.

Benefícios - É uma postura recomendada para dependência química. Como as outras posições invertidas cria uma grande irrigação sanguínea em áras nobres do corpo como o aparelho respiratório, além de reduzir a ansiedade e fortalecer o sistema nervoso.

Variação - Nesta versão feita com acessórios permite, mesmo ao iniciante, com boa orientação, permanências mais longas que intensifica os efeitos benéficos.

Por Sandro Bosco às 16h27

27/08/2009

Oque é ser verdadeiro?

 
 

Um mestre zen tinha centenas de seguidores.
Duas vezes por dia eles tinham seu encontro no mosteiro onde viviam e praticavam a meditação, exceto um deles não comparecia pois estava frequentemten bêbado.
O tempo passava e o mestre envelhecia e com isto as confabulações corriam entre os monges: Quem seria o sucessor? Como é comum em mosteiros orientais, um seria o escolhido.
Para surpresa geral as vésperas de sua morte ele convocou o bêbado e o elegeu passando ocultamente as diretrizes da sua linhagem e tradição. Os desapontamentos viraram revolta pois reclamavam do mestre não reconhecer as qualidades daqueles que dedicaram toda a sua vida a ele.
O motim crescia  ao ponto de logo antes da sua morte o mestre convocou a todos e esclareceu:
 - Eu precisava passar o bastão e  comando a alguém que eu conhecesse bem. Os diversos monges me mostraram todo este tempo as sua virtudes e e me esconderam seus vício e defeitos. As virtudes as vezes escondem vaidades, orgulho e intolerância, como era o que ocorria naquele momento entre todos!
Por isto escolhi este discípulo que realmente conheço bem, já que posso ver seu principal defeito: a bebedeira!


 

Esta história recorrente em outras tradições orientais traz algumas boas questões:
 - O que é pureza?
 -Quem são os verdadeiros puros de coração?
 - O que é sinceridade?
 - O que é autenticidade?

 


É dificil crescer sem reconhecer seus próprios erros. É difícil para o ego recohecer o erro. Mas o yoga fala da transformação do ego (inferior). Esconder seus defeitos é como nutrir o seu póprio ego.



Conta-se de um outro  mestre que antes de dar iniciação a um “buscador da verdade” dava-lhe antes um pileque, pois assim conheceria suas fraquezas e seu inconsciente e sabia então, as claras, realmente com quem estava lidando.


 

Por Sandro Bosco às 17h48

26/08/2009

Yoga e depressão, até aonde?

 
Eu já li e já vi várias coisas sobre yoga para depressão. E pouco me convenceu. Não acredito em séries de exercícios e seqüência de posturas para este fim. Que a depressão crônica tem um fundamento químico graças a Deus não há mais relutância em acreditar.
Mas vejo que os yogasanas  - posturas do yoga - podem auxiliar na prática como um todo. Que seja uma prática de posturas mais moderada no início até para se quebrar paulatinamente a inércia causada pela depressão, acho o ideal.  Evitar permanências prolongadas em ante-flexões também pode ser positivo
 Mas no geral, assim como yoga trabalha nos diversos corpos equilibrando os humores  -gunas- conforme fundamenta a medicina ayur-védica, acredito na prática geral de todos os asanas pelo método Iyengar.
Sabe-e que no geral qualquer atividade física para a depressão é bom.
A depressão leva ao desânimo e a inércia, portanto, rompe-la com yoga é ideal pois na prática yóguica agrega-se a em cada movimento, alinhamento e postura, a percepção do corpo físico.isto traz a mente do abstrato para um concreto que a pessoa senti e revela uma realidade interna tangível.
Enquanto na depressão há desânimo, os yogasanas trazem ânimo.
Para um aluno com depressão eu convido para uma aula em grupo, uma vez que grupo traz: convivência, troca, estímulo e alimenta o entusiasmo.
Mas Yoga em si não é algo que anima de fora para dentro. Yoga tem um poder e um movimento interno que reativa o ânimo de dentro para fora!

 


Aula em grupo é a melhor opção!


Por Sandro Bosco às 17h32

25/08/2009

Precisão e confiança!

 
 

Precisão e confiança!

PINCHA MAYURASANA - significa a "cauda do pavão"

Na foto - O movimento de entrada na postura. Este é uma postura estimulante e energizante!


Hoje ...

.. a palavra me parece que é precisão e confiança. Dois componentes que posso lembrar e acessar na minha prática de yoga e meditação.
Em casa houve um movimento meu que foi pura precisão, foi bonito.
Ao vir para a escola Yoga Dham  vi uma cena na rua de dois pássaros que vinham brigando e voando e quase acertam o rosto de uma mulher.  Ela virou a esquina e eles também, foi um milímetro de precisão e de susto dela. E porque eu estava olhando naquela direção naquele momento?
Na escola muitas ações e soluções de organização vieram para me revelar a importância  da confiança. Mas confiança em que? Confiança em tudo, Sandro.
Durante a aula da manhã mostrei o poder da confiança aos alunos na prática do pincha mayurasana (‘a cauda de pavão’,  também apelidado em inglês de ‘equilíbrio nos cotovelos’). Aos alunos:
 - Confie no seu corpo, na sua mente e  no seus reflexos e entre na postura.


Minha prática
Depois da aula não resisti e fui praticar pincha mayurasana!
Quando o corpo, a respiração e a mente estão juntos, o que existe é a pura Onisciência deste campo de consciência e  energia chamado prana  - bio energia - . Mas prana não é algo alheia a minha existência devo ela a existência.
Dizem os antigos rishis – sábios e videntes -  que é muito raro conseguir um corpo para estar aqui neste planeta: encarnado. Dizem que a fila é grande.
Mas vem o sopro do prana (quem é que sopra?) e cá estou eu, cá está você nesta blogosfera. Cá estamos vivendo em um corpo para evoluir na condição humana.

 Prana é o que me faz perceber a precisão nos sentidos e através deles. É o que faz meus olhos verem os alunos, minha boca falar, meu coração detectar: 

 -  Confie Sandro!


 

Por Sandro Bosco às 18h14

24/08/2009

Yoga, amor e cura

 
 

 

Não sei se já contei aqui que ...

... eu soube de uma conhecida católica que foi a um padre abençoar o filho. O padre perguntou:
 - Mas o que esta criança é de você?
 - Minha filha, respondeu ela.
 - Mas ninguém melhor que uma mãe para abençoar o seu filho.


Quando a cura a começa?
Esta história me remete ao poder de cura. É comum entre os humanos delegar a cura de si mesmo aos outros sem considerar que a cura começa bem dentro de nós.
E não só a cura mas a compreensão do problema ou da doença começa lá dentro para que se possa tolerar com paciência e paz interior.

O médico Dean Ornish  cita em seu livro – Amor & Sobrevivência -  a resumo do que diz alguns pesquisadores do processo de cura:
 – “Amor e intimidade  podem ter efeitos poderosos na nossa saúde e na nossa sobrevivência mesmo quando as intervenções destes dois fatores são bastantes modestas em intensidade e duração”.
Se consideramos o lado emocional e pessoal da cura, temos a importância crucial de você sentir alguma empatia com o seu médico ou profissional de saúde.


Yoga e cura.
Como muitas pessoas vêem ao yoga para melhorar de alguma coisa, chego em alguns casos a sugerir que a aluna/o estabeleça uma relação de interesse e carinho com aquela parte do corpo mesmo sendo algo causado por acidente.
Porque?
Comumente escuto da aluna/o dizendo que este meu punho, joelho ou estômago “é mesmo uma droga e não funciona direito”. Há um gesto de desgosto e raiva em cima de si mesmo.
A vantagem dos yogasanas – posturas de yoga -  é que coloca o praticante de yoga em estado de atenção com as partes do corpo e com a qualidade dos seus pensamentos  e isto facilita a minha sugestão de trazer carinho mental (e com as próprias mãos) ao ponto que está em recuperação.
Enfim na cura nada como amor de mãe, nem que a mãe seja você mesmo e para você mesmo!


UPAVISHTA KONASANA - significa postura do ângulo sentado, no caso da gestante é excelente para abertura pélvica como preparo durante a gestação para o parto.


 

Por Sandro Bosco às 15h52

21/08/2009

Meu filho prefere as invertidas e outras.

Posturas invertidas e cuidados com o pescoço 

 Comentário do meu filho em 14/08/2009 13:04

Adoro posturas invertidas, as invertidas e as de correias são as melhores! Abraços do seu filho. entra no meu blog!:http://blogdosaopaulinojovem.blogspot.com/
Matheus | http://blogdosaopaulinojovem.blogspot.com/ |  17/08/2009 16:34


 

Vejam só pai e filho de ponta cabeça na “parada de mãos” ao ar livre! Aproveite se você é São Paulino e visite o blog dele que é demais !!!


 

ADHO MUKHA VRIKSHASANA - postura da árvore com o rosto para baixo


Por Sandro Bosco às 18h46

20/08/2009

Viva as 200.000 visitas! O prana do blog!

Contemplação

Hoje de manhã quando estacionei meu carro, fiquei ainda sentado dentro dele maravilhado (foi reflexo e efeito prolongado da meditação matinal que havia sido profunda). Como havia chovido e ventava em São Paulo, o ar estava bem limpo, e aí me perdi por um tempo, mirando pelo para-brisa, lá longe, a Serra da Cantareira que tinha um efeito especial de nuvens deitadas nos picos das montanhas e uma luz por trás delas, bem  maravilhoso!
O importante é celebrar e agradecer, a vida,  o yoga e sempre que possivel maravilhar-se com o que nos cerca.


Festa no blog
Hoje celebro com você mais uma chegada neste blog.
Sempre é bom marcarmos o terreno que caminhamos, por isto destaco que chegamos (e  passamos)  200.000 visitas no Blog do Yogue!

Estas visitas são como o prana - vitalidade e energia consciente - do Blog do Yogue!


É difícil acreditar

Nunca imaginei que conseguiria escrever tanto sobre yoga e meditação como escrevo no Blog do Yogue.  Graças a quem o lê, graças a você!
Há bem da verdade inspiração não falta , pois a sabedoria yogue é infinita e então sempre tem uma leitura aqui e ali que dá um insight, que me faz lembrar de uma experiência vivida e assim vai.
Além disto, vocês yoguins que deixam seus comentários  - e a esses tenho meu especial agradecimento  - ligam idéias, trazem idéias e assuntos e me leva a novos posts.
E ainda, além disto, pratico yoga e meditação todo dia o que torna-se mais uma fonte rica de criação.


Mais presentes
Por falar em criação e inspiração, a Kimie, uma aluna que chegou da Índia agora, veio fazer uma aula comigo pela manhã e me trouxe de presente dois livros maravilhosos: uma versão do Shiva Sutras, de Jaideva Sing,  e outra dos Upanishads, de T.M. P. Mahadevan.

Acho que foi presente de mais um “Aniversário de Visitas do Blog do Yogue”.

E para dividir este presente, deixo uma citação que li agora do Maitrayani-Upanishad, que pertence a um dos 04 Vedas, que é uma das escrituras mais antigas da humanidade.



“Aquela felicidade que é alcançada pela mente, que foi limpa de todas as impurezas pela meditação e que é deixada em descanso no Ser, não é possivel ser descrita em palavras”.  Upanishads


 

Por Sandro Bosco às 18h08

19/08/2009

O corpo é o instrumento.

 
 

O corpo é o instrumento

Ontem tive a honra de ganhar da Maristela, minha aluna, um lindo livro do Budismo Tibetano “Os Cem Conselhos”   de Padampa Sangyé,  comentado pelo lama Dilgo Khyntsé - editora Lótus do Saber – .

Na capa há uma linda foto deste precioso mestre de olhar profundo, doce e intrigante, Lama Dilgo.
Escolhi um sutra que o Sr. Dilgo cita em seu comentário e  que para nós praticantes de yogasanas - posturas -  traz muita luz e uma rica reflexão a uma questão recorrente. 


“O corpo é o barco que nos conduzirá às praias da libertação (moksha);
O corpo é uma pedra amarrada ao nosso pescoço para que afundemos nos abismos do samsara (o ciclo de nascimento e morte):
O corpo está a serviço tanto do vício quanto da virtude.”


Por Sandro Bosco às 16h25

Meu final de semana no curso de FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO YOGA DHAM

 
 

Meu final de semana no curso de FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO YOGA DHAM

 

 

 

Por Sandro Bosco às 10h54

18/08/2009

Não fale, seja!

 
 "Você tem que ser a própria mudança que você quer ver no mundo."
                                                                                    Mahatma Gandhi

 
Esta frase tem o poder da transformação. Assim como crianças seguem o que vêem os pais fazerem muito mais do que os pais dizem, seres humanos se baseiam em exemplos mais do que em palavras. Por esta razão muitos yogues na Índia, que pouco falaram em toda a sua vida, mesmo assim podiam inspirar outros a seguir e mergulharem no caminho do yoga. Simplesmente pelo estado interior que você está, de paz e presença no aqui e no agora, você pode influenciar benéficamente  o ambiente a sua volta.

 

Por Sandro Bosco às 22h15

17/08/2009

Sem yoga? Como é possível?

 
 
Trabalhei sexta a noite no workshop de yoga para ombros e pescoço, dei 08 horas de aula de yoga por dia, sábado e domingo, segunda feira estava cansado (minha mente mais do que o meu corpo) e fiz uma bela prática de yoga de apenas 1h30 e parecia um passe de mágica, estava renovado. Pensei: Como é possível viver sem praticar yoga? Fico pensando como se pode viver sem a prática de yogasanas, meditação e pranayamas – respiração?
É um presente dos deuses realmente, mas como prefiro dizer: é uma herança dos yogues.

Por Sandro Bosco às 17h34

14/08/2009

Posturas invertidas e cuidados com o pescoço

 
 

Posturas invertidas e cuidados com o pescoço

COMENTÁRIO NO BLOG
As posturas invertidas, deixam o meu pescoço doendo! Tenho a cervical sensível, uma tendência a tensão nesta região, devo continuar tentando as invertidas ou melhor nao fazê-las?
Adriana |  http://bem-bom-adriana.blogspot.com/ |  13/08/2009 11:14


RESPOSTA
Adriana, existem muitas  maneiras de fazer estas posturas invertidas, com a cabeça no chão ou com os ombros no chão, com o uso de alguns acessórios para problemas na cervical . Abaixo ilustro para você com duas fotos para se ter uma noção. Estas fotos são apenas duas possibiliades, entre inúmeras outras, em casos mais enfermos, ou temporários de dor. Cada caso um caso; mesmo nas posturas que as fotos ilustram seria necessario algum ajuste dependendo da pessoa.
Para mim é preciso conhecer o aluno para orienta-lo. Hoje a noite estaremos trabalhando este tema de “ombros e pescoço” durante um workshop.  Obrigado pela sua pergunta e comentário no blog do yogue. Sandro.


foto R. Setton


foto R. Setton


 

 

 

Por Sandro Bosco às 13h04

Depoimento

A minha melhora do meu problema no ombro veio através de muita força de vontade e determinação.
E aconteceu através das práticas do Iyengar Yoga com a total acessoria do Sandro.
Gisela Coelho - arquiteta 
 agosto / 2009

Por Sandro Bosco às 12h40

13/08/2009

Hoje: posturas de yoga para os ombros e pescoço

  

Por Sandro Bosco às 10h03

Síndrome do pânico

 
 

O mêdo bloqueia

Quando um aluno está hesitando ou evitando fazer uma postura talvez ele esteja vivendo um medo. Não cabe ao professor julgar este medo mas só reconhecê-lo. Encorajá-lo é uma tarefa nobre mas há maneiras e maneiras de fazê-lo.

Se outros alunos estiverem fazendo a mesma postura o simples ato dele observar pode encorajá-lo. O que muitas vezes eu uso é construir a postura com o aluno, para que através da familiarização com posturas mais simples e que antecedem aquela que ele está temendo, ajude-o a processar e elaborar internamente a postura. O cérebro está no corpo inteiro então não é uma elaboração mental, ela é total.


 

Reconstruir

É como refazer a estrutura de uma casa (junto com o aluno), refazer  a fundação antes de erguer as paredes. É gratificante quando o aluno um dia consegue fazer a postura que o bloqueava. Mas é preciso paciência do professor. Alunos com síndrome do pânico tem uma grande recompensa  interior com a prática do yoga. E o que é importante é a pessoa que sofre de síndrome do pânico não evitar nenhuma postura – yogasana - . Todas elas são importantes. O medo está na mente mas instalá-se e manifesta-se no corpo. Os asanas o dissolvem porque nos põe em contacto com ele - o mêdo -  nos músculos, nos tecidos no corpo.


 

SALAMBA SIRSHASANA - SIGNIFICA O POUSO SOBRE A CABEÇA COM APOIO.

Algumas posturas invertidas e suas variações (como esta em padmasana - lótus - ) despertam o medo que pode ser trabalhado executando-a por etapas, dia a dia, até o praticante conquistar segurança em si mesmo. É uma postura excelente para o sistema nervoso e o sistema glandular endócrino.

Por Sandro Bosco às 09h20

A densa floresta de pensamentos.

 
 

A densa floresta de pensamentos.

Quando você senta para praticar meditação você pode seguir o movimento da respiração. No começo ele poderá estar agitado, mas é assim mesmo, insista em somente observá-lo. Você pode criar um cenário onde os pensamentos formam uma floresta densa. Cada pensamento é um arbusto uma árvore e é possível e natural que logo você esteja perdido neste emaranhado. O praticante de yoga pode então ter o movimento natural e espontâneo da respiração como um “guia” nesta floresta de pensamentos. Vá seguindo este guia, não se distraia para não perde-lo de vista, ele está a sua frente e você atrás dele, acompanhe-o atentamente, a sua função não é apressa-lo, deixe o guia – a respiração -  no seu passo natural, ele vai andar, aos poucos, mais devagar, mantenha a distância exata para que o guia não se distancie de você. Por fim, com este sábio guia, você atravessará esta densa e variada floresta de pensamentos e chegará em um espaço de calma e luz, um espaço de pura consciência e silencio.

Por Sandro Bosco às 08h58

12/08/2009

Curso de Formação e Curso de Imersão no Yoga

Curso de Formação e Curso de Imersão no Yoga

“Palavras não conseguem explicar o valor da prática da ioga – é preciso experimentar.”

 B. K.S.Iyengar

Neste final de semana inicia-se mais uma turma do Curso de Formação na minha escola Yoga Dham.

 

Faço novamente o convite para quem deseja mudanças !!!!

Por Sandro Bosco às 13h12

11/08/2009

Lembre-se: qual é a natureza de mente?

 
 

Lembre-se: qual é a natureza de mente?


Um escorpião estava querendo atravessar um rio. A correnteza era muito forte para o escorpião. Ele não sabia o que fazer para vencer aquele obstáculo.
Um elefante caminhava em direção ao rio para atravessá-lo vendo o escorpião naquela situação ofereceu.

 – Você parece que quer atravessar o rio?
 -  Sim, é isto mesmo; respondeu o escorpião prontamente. Você não poderia me ajudar?
 - Poder eu poderia mas qual a garantia de que você não vai me picar, pois esta é a sua natureza.
 - De maneira alguma, você tem a minha palavra e afinal você estará me fazendo um grande favor.
 - Então suba no meu lombo e eu o ajudarei a atravessar o caudaloso rio.
 - O escorpião subiu nas costas do imenso elefante e quando atravessava de carona o rio, viu aquele belo e gigantesco lombo não resistiu e o picou.
O elefante gritou:
 - Você está maluco? Eu estou ajudando você e você faz isto comigo?!
Respondeu o escorpião:
 - Desculpe-me, mas está no meu sangue, faz parte da minha natureza.


Assim como esta é a natureza do escorpião o praticante de yoga precisa conhecer e lembrar-se constantemente da natureza da mente para evoluir no yoga e na meditação. Como ensina o yogue Sri Maharish Patanjali (200 a.C.) duas das cinco aflições e sofrimentos humanos estão na mente e são: o  desejo e apego – ragat – e a aversão – dvesha. Quando praticamos sabemos que a mente estará sempre transitando nestes dois opostos que são sua natureza e diminuindo nossa atenção e concentração. Da mesma forma será a mente quem poderá perigosamente afastá-lo do caminho do yoga uma vez que a prática do yoga subjuga e disciplina a mente.


 

Por Sandro Bosco às 16h28

10/08/2009

A diferença pode estar na forma.

Se você é um praticante de yoga ou meditação lembre-se que às vezes é necessário pensar na forma. Me refiro a: como você está praticando yoga?
Nos yogasanas - posturas  -,  por exemplo, buscamos romper a mecanicidade dos movimentos automáticos. No dia a dia funcionamos automaticamente em tudo que fazemos com o corpo e se você não quebra este padrão durante a sua prática, você está vivendo no yoga uma situação semelhante ao que você faz a vida inteira.
Quando um professor de yoga, durante a aula,  diz a você, "sinta os músculos mesmo que haja desconforto, procure não se incomodar com o desconforto de um músculo alongado" ou mesmo, "procure não bloquear a respiração durante algum desconforto físico", ele pode estar lhe dando a chave da liberdade, aquela que ajuda você a quebrar um padrão cruel e nada saudável que temos  maioria do tempo: o padrão de nos movimentarmos sem a consciência deste maravilhoso universo de energia, este campo de prana - energia vital - que é o o corpo humano, com todas as suas intermitentes interações com a mente e as emoções. Quando você fica consciente de tudo isto durante a postura e busca permanecer neste estado de alerta, percebendo e sentindo o corpo como um todo: isto é o começo do Yoga!
PRÁTICA DE YOGA NO SALÃO NATARAJA NO YOGA DHAM

 

 

 


Por Sandro Bosco às 18h17

08/08/2009

Aconteceu hoje.

O hotel onde aconteceu o workshop era perto de onde eu estava hospedado, então fui caminhando de manhã cedo, ruas tranquilas, arborizadas e ensolaradas, com aquela sensação boa de ir a caminho de um grande Sangham de meditação.

Na entrada da sala fiquei impactado com um grande banner bem lindo explicando e ilustando a palavra "namaste". Senti um acolhimento caloroso. Daí para frente foi só acompanhar o movimento da energia da motivação do grupo em ouvir, aprender, compartilhar e praticar meditação.   

WORKSHOP DE MEDITAÇÃO EM BAURU  - HOJE, SÁBADO, PROMOVIDO PELO STUDIO IYENGAR YOGA DAQUI.

Foi muito bom, o studio promoveu um trabalho de promoção muito competente, tivemos um lugar bem legal e um grupo de mais de 40 pessoas super interessadas.

Obrigado a todos pelo interesse em aprender e praticar meditação e obrigado Giovana e sua equipe!

Quero voltar em breve!

Namastê!


Por Sandro Bosco às 23h12

06/08/2009

O poder da meditação

 

 

Todo o universo está em meditação.
A terra se mantém em sua posição pelo poder da meditação.
O fogo queima pelo poder da meditação.
A água  flui pelo poder da meditação.
O vento sopra pelo poder da meditação
Foi pela meditação que se revelaram aos sábios as antigas ciências, os Vedas e todas as escrituras.
UPANISHADS

Por Sandro Bosco às 22h59

05/08/2009

Vamos meditar?

COMENTÁRIO NO BLOG

Sandro, estou muito contente e honrada em receber voce aqui na minha cidade! Obrigada por tudo!! Giovana
giovana | jpsilver33@hotmail.com |  04/08/2009 10:21


Giovana é mito bom promovermos este tipo de atividade como um workshop de meditação. A meditação é muito ampla e tem um carater totalmente eclético. A prática da meditação independe da religião, raça, nacionalidade ou nível educaional pois é um patrimônio da humanidade e todos podemos nos beneficiar com ela. Se você pratica meditação para fins de saúde você vai obter resultados maravilhosos, se você pratica para fins espirituais também. Eu também estou muito grato pelo trabalho que você está fazendo em Bauru na preparação deste workshop. Obrigado pelo seu comentário e até sábado! Sandro  


 Swami Muktananda dizia, "Não há nada impossivel para quem pratica meditação, não há nada que não

possa ser alcançado através da meditação."


Por Sandro Bosco às 14h22

WORKSHOP DE MEDITAÇÃO

 
 

WORKSHOP DE MEDITAÇÃO

 

 

 

WORKSHOP MEDITAÇÃO com SANDRO BOSCO

"DE ONDE VEM OS SEUS PENSAMENTOS ?"

DIA 8 DE AGOSTO.

Local: Av. Nações Unidas 21-81 ( hotel Vitoria Régia) BAURU /SP.

INFORMAÇÕES: 14 -9735-5518 OU

giovanaprado.yoga@hotmail.com

Investimento: R$ 70,00.

 

Por Sandro Bosco às 09h45

04/08/2009

Era uma vez ...

 
 

Era uma vez ...

Era uma vez dois fazendeiros vizinhos que passavam por período de seca, há muito não chovia e as reservas de água se esgotavam.
Um belo dia, cada um por si escolheu um lugar para cavar um poço na tentativa de encontrar água.
Escolheram um área mais propícia e cada um por si começou a cavar. O primeiro cavou até dois metros de profundidade e não encontrando nada abandonou este e começou outro e depois de uma semana já havia aberto mais de 05 buracos e em nenhum havia encontrado água.
O segundo fazendeiro começou a cavar e não parou, insistiu em um só buraco e depois de uma semana já com um buraco bem fundo, encontrou água.


Hoje em dia há uma grande oferta de diferentes linhas de yoga em uma cidade como São Paulo. Alguns alunos não se fixam em nenhum deles e vão pulando de um para outro, assim pouco se aprofundam na experiência que aquele sistema de yoga pode oferecer, outros por sua vez, insistem e se dedicam com afinco e dão um tempo necessário para plantar e colher e se aprofundam e aí tem mais chance de encontrar uma grande riqueza.


 

Por Sandro Bosco às 22h33

03/08/2009

Não drible o stress, acabe com ele.

 Existe muitas formas de driblar o estresse, mas nada tão poderoso como uma prática de yoga. Primeiro porque o yoga não dribla o estresse, ele acaba com o estresse quando praticado regularmente. O yoga  atua no sistema nervoso e na circulação sanguínea através das posturas, o que juntos desenvolvem uma química anti-estresse no corpo que altera as ondas do cérebro.
 Com a mudança dos ciclos de ondas cerebrais, ocorre:
 -  você naturalmente se acalma e isto advém também do fato que algumas posturas oferecem uma abertura do diafragma, ampliando a respiração,
- pela  mudança da respiração ocorre a mudança da qualidade dos pensamentos e da percepção do mundo através dos órgãos do sentido,  
 - você percebe o mundo diferente, pois a energia dos órgãos do sentido, que naturalmente se perde no mundo exterior e agitam a mente e as emoções, se volta para dentro e nesta auto-observação os pensamentos vão se aquietando.
Uma mente calma não abre espaço para a química do estresse
 

 

Por Sandro Bosco às 15h47

Cuide dos seus joelhos

 
 

Cuide dos seus joelhos

 

UTTHITA PARSVA HASTA PADANGUSHTASANA - por ordem a primeira palavra significa erguido, a segunda, lateral, a terceira siginifica mão e a quinta e sexta juntas siginifica o dedão do pé.  Posturas que promovem a abertura lateral da perna e consequentemente do quadril, auxiliam os joelhos. Muitos problemas nos joelhos na prática do yoga e nas posturas para meditação sentada, começam com a exigencia de alguns yogasanas  - posturas - em pessoas que não tem a abertura necessaria. Daí a importancia do professor preparar esta articulação no aluno, no começo de uma aula, com posturas de abertura menor para alcançar posturas de abertura mairor e com grau de dificuldade maior. Na foto esta postura com o auxilio de uma cadeira pode ajudar o praticante a criar primeiro o alinhamento apropriado para depois exigir um alongamento e abertura maior.

Por Sandro Bosco às 15h12

Sobre o autor

Sandro Bosco

Certificado internacional de Iyengar Yoga. Ensina e pratica yoga e meditação há mais de 40 anos, coordena a escola Yoga Dham. Neste blog compartilha regularmente todas estas experiências.

Histórico