Blog do Yogue

Busca

Sobre o blog

A idéia deste meu blog é trazer o mundo do yoga e da meditação mais perto do seu cotidiano.

Adoro responder e investigar sobre este assunto, pois é uma forma preciosa de conhecer mais este universo.

Este nome “blog do yogue” é porque vamos aproveitar a sabedoria de muitos e muitos yogues do passado e do presente para rechear e iluminar o nosso dia a dia. Yogue para quem não sabe é um sábio. E mais propriamente é aquele que chegou lá! Chegar lá no yoga é uma das muitas coisas a se saber...

27/11/2009

Yoga e a sabedoria dos Vedas

"Ó corajoso, que se esforça em busca da vida expansiva, siga avante, enfrente a oposição, supere os obstáculos. Sua força é incontestável. Você certamente alcançará a prosperidade. Destrua sua ignorância com a sua força. Tenha o domínio sobre todas as suas ações." - Sama Veda -  

Por Sandro Bosco às 10h15

25/11/2009

WORKSHOP DE YOGA

OS CUIDADOS NA PRÁTICA DURANTE O PERÍODO MENSTRUAL

 

O Iyengar Yoga é o única linha de yoga que confere cuidados especiais a saúde da mulher em todos os sentidos.

Durante o período menstrual a mulher pode obter enormes benefícios nas diversas alterações como: indisposições físicas e emocionais, dores, desordens no fluxo, e cólicas.

Você conhecerá o que é recomendado e o que deve ser evitado na sua prática de yoga durante o período menstrual..

Iyengar Yoga é sem dúvida o método mais praticado no mundo, encontrado em todos os continentes e em centenas de países.

O workshop será ministrado por Sandro Malburg Bosco (certificado internacional em Iyengar Yoga), e sua equipe. Sandro pratica e ensina yoga e meditação há mais de 35 anos.

A abordagem é prática e objetiva e envolve exercícios praticados com duas pessoas bem como o uso de acessórios.

 

Para o melhor aproveitamento do programa  é importante que você esteja familiarizado com a prática do Iyengar Yoga.

 

Data –   04 de dezembro de 2009

Horário – 18:30h

Duração  - 03hs

 

Desconto para alunos / Inscrições antecipadas /

Não será permitido filmar, fotografar e nenhuma outra forma de registro eletrônico.

 

 

Vagas Limitadas

 

Yoga Dham
(11) 3875-1079
(11) 3864-7534

Rua: João Ramalho – 1171 – Perdizes – SP/SP
site - www.yogadham.com.br

blog - http://blogdoyogue.blog.uol.com.br

twitter  - http://twitter.com/sandrobosco

 

Por Sandro Bosco às 11h19

24/11/2009

Bem Vindo Prof. Arun

Amanhã começa no Yoga Dham o programa de Iyengar Yoga com aulas e Workshop com o Prof. Arun de Bangalore/India.

As vagas estão acabando!

Aproveite!


 

 

Bem Vindo Arun !

 


Por Sandro Bosco às 17h14

No Yoga o infinito não cabe no finito

 Quando você tem consciência na vida daquilo que é finito, você consegue transpor a barreira desta existência finita e habitar no infinito.

Namastê .......

 

Por Sandro Bosco às 16h58

23/11/2009

Mensagem do mestre.

"Ir a um templo não é em si espiritualidade.  Nem tampouco a adoração, meditação, ler livros, comer prasad (comida sagrada), fazer japa (repetição de mantra) ou yogasanas (posturas). Todas estas são somente ações, ações que tornam o tempo sagrado." - Bhagawan Sri Sathya Sai Baba -

Por Sandro Bosco às 18h14

22/11/2009

O quanto eu ainda preciso aprender para ensinar yoga?

Comentário de Ana Paula |  20/11/2009 11:36 do post:

Yoga- ensinar sem ter o que ensinar de  19/11/2009 17:55

Sandro, leio muito seu blog...me ajuda muito. a ultima frase deste comentário, não entendi, porem, sinto que preciso muto deste ensinamento. Pode me explicar melhor? Sou estudante para intrutor de yoga, engatinhando.Bjs e obrigada!


 

 

"Se você sente que nunca vai estar preparado e portanto talvez por isto já esteja preparado agora, talvez você está perto de como ensinar yoga." Ana, comesta frase o que eu quero dizer é que o que sabemos através do yoga não é acumulativo no sentido quantitativo. Isto é, não é somente quando você decorar os três livros sagrados mais importantes do yoga que vai estar mais apta para ensinar ou aprender e entender yoga. Você vai estar mais apta para transmitir yoga quando perceber que nunca vai estar apta para ensinar yoga pois só assim estará desapegada do conhecimento prévio que já adquiriu ou que ainda não adquiriu. Por principio o seu ego  nunca achará que você está pronta para ensinar, sempre dirá que falta mais um pouco e isto é um engano. Se você está achando que já está pronta que já sabe tudo é também o seu ego dizendo isto, o que é um engano. A característica do ego é utilizar a mente como instrumento e sempre querer mais, desejar mais. Evidente que todo o conhecimento técnico que você pode aprender você deve aprender, mas isto não é tudo; é preciso praticar yoga e valorizar a experiência interior que você está tendo a cada dia. Quando conseguimos estar presente no momento presente e ouvir a pergunta de um aluno sem estar interessado na resposta que ele está esperando aí podemos aprender a confiar na sabedoria do momento presente de responder algo, como ensina o Zen, a partir do vazio interior. Estar em contacto com este vazio interior é estar em meditação. Costumo lembrar que este vazio é estar conectado com a sabedoria do coração. Os yogis ensinam que através da meditação você tem toda a sabedoria de todos os yogis este é um estado interior a ser cultivado sempre, seja em sala de aula ensinado yoga ou sozinho praticando yoga. Quando você está dando uma aula trabalhando, aprendendo ou ensinando, volte sempre (e repetidas vezes) a sua consciência para a energia da respiração, ela está presente no movimento da própria respiraçã e esta ação simples nos põe alinhado com esta sabedoria interior, é só sentir este movimento e permanecer livre de julgamentos ou rotulações. O momento presente se apresenta sempre como algo novo  e nos oferece sempre um sabor, um néctar – rasa – especial pela vida que deve ser degustado segundo a segundo. Quando estou com a mente voltada para este espaço interior do momento presente estou preparado para aprender e para ensinar Yoga.

 

 


Por Sandro Bosco às 12h01

19/11/2009

Yoga- ensinar sem ter o que ensinar.

Existem maneiras de aprender yoga ensinando. Se você se identifica com o papel exercido a ponto de sentir-se o causador da transformação no outro através do yoga, você perdeu o fio da meada. Se você senti que não está ensinando nada, que não tem o que ensinar, não é ainda o ponto. Se você acha que tem tudo para ensinar que agora finalmente já aprendeu o necessário perdeu novamente. Se você sente que nunca vai estar preparado e portanto talvez por isto já esteja preparado agora, talvez você está perto de como ensinar yoga.


 

Foto  - Carlois

Yoga Dham na sala Nataraja - o prof. que digita este post, com uma aluna em Kraunchasana (posição do herói)  no Curso de Formação de Professores de Yoga.


Por Sandro Bosco às 17h55

O poder da fala está no silêncio

De Oscar Wilde à Masaru Emoto  16/11/2009 11:19
Comentário do Marcos | marcostaschetto@ig.com.br |  18/11/2009 10:47
 

 


 

Olá Sandro, acho que existem fotos com os cristais sob diferentes influências, me lembro de alguma exposição sobre isso. Para mim é muito marcante o poder da fala e do som que emito quando faço silêncio ou quando simplesmente observo o que e como falo. O estado mental muda, a blá-blá-blá quase some, fico mais presente e muito mais cuidadoso com o que falo. Aí fica claro como falo demais, como falo no automático, como me disperso e agito no falatório sem fim. Uma verdadeira verborragia. A sensação é de vazar energia pela fala, pela garganta. Quando faço a contenção, a sensação é de um poder palpável do som que solto e da intenção do que estou dizendo. Neste estado, muitas coisas não podem ser ditas. Grande abraço. Marcos


 

Resposta

Marcos eu também sinto que o poder da fala está no silêncio e o afinamento do silêncio está no ouvir. Ouvir e escutar. Sem pensar enquanto escuta. Escutar o que o outro está me dizendo como escuto o mar ou um rio. Hoje a tarde saí na rua as 14h e estava um vento maravilhoso pude senti-lo em todo o corpo e o seu som ainda posso lembrar agora era uma flauta tocando nos meus ouvidos.

Obrigado pelo seu comentário. Sandro.


 

Por Sandro Bosco às 17h24

Workshop com Prof. Arun

Informações pelo site: www.yogadham.com.br

 

Por Sandro Bosco às 11h19

16/11/2009

De Oscar Wilde à Masaru Emoto

“Existe somente uma coisa no mundo pior do que falarem mal de nós é não falarem de nós”  - Oscar Wilde -  1891


 

 

Quando li iontem esta frase me lembrei do livro do  Dr. Masaru Emoto, chefe e criador do Hado Institute em Tokyo. Ele é autor de vários livros que falam do fenômeno denominado de “ Hado” onde os cristais de gelo assumem diversas formas conforme a vibração que os cerca no momento do congelamento.

 

No seu livro ele descreve a experiência de uma família japonesa que plantava dentro de casa, como um experimento, porções de brotos de arroz em três diferentes lugares. As crianças quando chegavam em casa da escola iam a cada uma delas e diziam a palavra amor, na outra a palavra idiota e na outra simplesmente ignoravam. Todas as porções recebiam o mesmo trato diário em relação a quantidade de água e luz. O resultado mostrava que o melhor de todos brotos de arroz em desenvolvimento era a que recebia a vibração da palavra amor e a pior das tres era a que não recebia senão a indiferença. Este é o poder do mantra, da força vibratória da palavra, da força da água como veículo da força das palavras e dos sons. Este relato do Dr. Emoto é também revelador do quanto é vital na vida termos com quem compartilhar nossos sentimentos e porque não, nós praticantes, dividir também nossas experiências com Yoga.

O interesse alimenta e nutre o desinteresse enfraquece e mata.

Somos seres sociais e precisamos fisiologicamente de atenção, afeto, carinho, interesse do outro e amor.

Por Sandro Bosco às 11h19

12/11/2009

A meditação no sutil

 
 

A meditação no sutil

Ouvi uma pergunta do Mestre Zen:

'Como é que se escuta sem os ouvidos?'


 

                                                         foto - Carlois

E você: pode ouvir o barulho da água?


Por Sandro Bosco às 17h08

10/11/2009

Prof. Arun de volta a São Paulo

Atenção praticantes de yogasanas, no final deste mês de novembro/ 09 o Prof. Arun estará em São Paulo!

Diretamente de Bangalore / India, ele estará aqui conosco durante 05 dias. Arun motiva os alunos à prática pelo seu jeito espontâneo e original e sua forma criativa de combinar os asanas com os acessórios.


Saiba mais - www.yogadham.com.br -


Por Sandro Bosco às 16h56

09/11/2009

O curso de meditação de Gandhi

Conta-se que quando Mahatma Gandhi estava na prisão e quando chegou a hora que ele estava para sair ele pediu, "Posso ficar mais uma semana?". Os guardas indagavam que tipo de sujeito era aquele? Ele disse, "Aqui é uma prisão muito grande, tem muita gente aqui e eu estou dando um curso especial de meditação que vai demorar mais uma semana para terminar. Seu eu estender mais uma semana a minha permanência aqui eu posso ensinar a essas pessoas e agradeço desde já se vocês me permitirem ficar aqui". "Se você quer ficar nós vamos cobrar quatro rupias, meio dollar por dia, durante esta semana, do contrário é melhor você sair, nós não precisamos de -você mais aqui", disse o superintendente.



Você pode imaginar que tipo de consciência Gandhi tinha? Ele nunca tinha se sentido de fato preso naquela penitenciária.

( do livro de Teachings of Yogi Bhajan)


Por Sandro Bosco às 22h15

Workshop com asanas para aliviar o período mestrual

No próximo dia 04 de dezembro, às 18h30, na escola Yoga Dham, darei um workshop com asanas para aliviar o período de mestruação.

As inscrições já estão abertas e as vagas são limitadas.

Até o dia 20/11 preços especiais: R$ 80,00 para não alunos e R$ 60,00 para alunos.

No decorrer da semana mais informações.

Consulte-nos: 11  3875 10179 ou 11 3864 7534.

Por Sandro Bosco às 15h37

06/11/2009

Ombros e pescoço com yoga

SINAL VERMELHO

Nosso happy hour hoje é no Yoga Dham com o Workshop para Ombros e Pescoço. A articulação onde estes dois instrumentos de movimento estão inseridos chama-se a 'cintura escapular'  e é a mais móvel articulação do nosso corpo. Por isto ela traz tantos probleminhas nos momentos de tristeza, de tensão, de afobação, de raiva, de mêdo, de TPM. O ombro é como um radar quando você está em uma destas emoções ou reações físicas você detona eles ou seja tensiona, subindo as escápulas (e consequentemetne os ombros) e depois 'esquece' de descer. Com o tempo gera um efeito que eu chamo de "granito", fica duro feito pedra! Sem contar com os hábitos mais corriqueiros de hoje em dia que entortam esta região como: ver televisão, digitar no computador, dirigir automóvel ou motocicleta etc.


 

SAIBA MAIS VINDO AQUI NO YOGA DHAM OU DÊ UMA LIDINHA NA CHAMADA DO BLOG AÍ EM BAIXO!


  

ATENÇÃO  - ESTE WORKSHOP É O NÚMERO "2", COM CORREÇÕES E AJUSTES DIFERENTES DO ANTERIOR QUE ACONTECEU EM AGOSTO 


Bom fim de semana, mas  é claro, com ombros e pescoço no lugar.


 


 

Por Sandro Bosco às 14h47

Workshop : Ombros e Pescoço. Participe! Hoje às 18h30.

 
 

Workshop : Ombros e Pescoço. Participe! Hoje às 18h30.

Informações e inscrições pelo fone: 11 3875 1079

Valor: R$ 90,00 não alunos Yoga Dham e R$ 70,00 alunos.

www.yogadham.com.br 

Por Sandro Bosco às 12h55

05/11/2009

Anime-se com as posições de pé!

 
 

Anime-se com as posições de pé!

Utthita Trikonasana - posição do triângulo


Os yogasanas de pé ativam todo o corpo afastando a preguiça rapidamente. São asanas excelentes para você iniciar a sua prática depois de alguns asanas de abertura pélvica deitado ou sentado. Somente uma pessoa que tenha uma prática regular destes asanas de pé adquire uma boa firmeza e consegue permanência e estabildadeem todos os asanas. Elas (posições de yoga de pé) sempre são bons meditores de uma prática vigorosa. No yoga normalmente admira-se pessoas que tenham boa flexibilidade e com isso possam fazer posições de yoga que explorem esta flexibilidade, mas ao contrário do que normalmente se pensa são estas posições de pé, como o trikonasa, é que demonstram e atestam o resultado de auto-esforço

- tapas  -, constância e disciplina nos yogasanas. Os benefícios são além dos fisiológicos também psicológicos, uma vez que eles afastam tristeza e melancolia balanceando os humores do corpo e dando uma animada geral!


Por Sandro Bosco às 16h51

04/11/2009

Yoga - dois lados do amor?

Em alguns textos yogis destaca-se com clareza os diferentes tipos de amor.

Kama - o amor passional ou carnal.

Prema - o amor devocional ou incondicional.

Uma mãe e um pai tem a experiência do amor incondicional por um filho. É dito pelos sábios yogis, que vivem neste estado de amor por "gregos e troianos" (amor incondicional), que nesta condição da maternidade & paternidade, é quando mais nos aproximamos deste sentimento, deste estado interior. Meu cachorrinho também não é um yogi santo mas parece que vive neste estado, pois se ele é tratado bem ou mal sempre está cheio de afeto e de amor por todos lá de casa. Também de quebra ele vive em total santosha o estado de contentamento.

Kama parece que nos prende ao desejo. O querer mais; como disse o poeta "A  bruta flor do querer". Kama parece substancialmenete necessário para eu estar aqui escrevendo neste blog e você lendo este post. Kama garante a atração dos opostos, o homem e a mulher, a energia da procriação está em Kama muito mais do que em Prema. O resultado deste aspecto carnal de Kama, nos faz experimentar Prema, o amor (incondicional) pela cria, pelos filhos.

É isto que me faz perceber que não existe espiritual e mundano. As diferenças pertencem limitadamente à relatividade da mente, do mundo dos nomes e formas - nama rupa - . Não existe energia espiritual e energia mundana.

 

 

Por Sandro Bosco às 16h17

03/11/2009

A lua cheia no signo de touro.

Como cultivar uma mente boa?

Bons pensamentos parecem que são mais voláteis. Pensamentos ruins parecem que insistem mais em ficar, são pesados e assim a força de gravidade é  maior e portanto pesando mais, ficam mais tempo. Tomo duas respirações profundas e trago a mente para o presente, aí parece que o peso de ambos fica igual, a importância dos dois torna-se a mesma. O mundano e o espiritual se misturam na mesma paisagem. Ontem dormi cedo e 3h da manhã de hoje já estava sem sono e leve. Levantei e fui praticar os yogasanas. A lua cheia estava estupendamente forte e iluminava o meu espaço em casa de prática de yoga. Havia motivos e atrativos fortes para ficar com a atenção no presente. Era o silêncio da cidade, a luz pálida e refletida da lua vinda de tão longe e invadindo bem de perto aquele meu momento . O meu corpo cedento por trazer minha consciência para dentro pela intensidade da prática dos yogasanas, na pele, nos músculos, nos ossos. Comecei a prática e um asana me levava a outro, parecia que eles já estavam lá em algum espaço que eu não conhecia e foram se encadeando no meu corpo. Milhões de pessoas a minha volta dormiam em São Paulo e eu só e acordado.  Dizia o sábio "Chegamos no mundo sós e vamos embora sós, não trouxemos nada nas mãos, não levaremos nada nas mãos."

 

Por Sandro Bosco às 13h49

Sobre o autor

Sandro Bosco

Certificado internacional de Iyengar Yoga. Ensina e pratica yoga e meditação há mais de 40 anos, coordena a escola Yoga Dham. Neste blog compartilha regularmente todas estas experiências.

Histórico