Blog do Yogue

Busca

Sobre o blog

A idéia deste meu blog é trazer o mundo do yoga e da meditação mais perto do seu cotidiano.

Adoro responder e investigar sobre este assunto, pois é uma forma preciosa de conhecer mais este universo.

Este nome “blog do yogue” é porque vamos aproveitar a sabedoria de muitos e muitos yogues do passado e do presente para rechear e iluminar o nosso dia a dia. Yogue para quem não sabe é um sábio. E mais propriamente é aquele que chegou lá! Chegar lá no yoga é uma das muitas coisas a se saber...

14/09/2011

A gota e o oceano.

 
 

A gota e o oceano.

 

Comentário de uma visitante desta blogosfera - Sandro, não consigo entender "amar sem apegar". Consigo me desprender de td q é material, casa, carro, emprego, enfim, mas não consigo me desapegar das pessoas q eu amo e saíram da minha vida por algum motivo. Parece q arrancaram um pedaço de mim junto. Como vc consegue isso? Entendo q pra cada um existe um caminho e q não tem fórmula pronta pra esses ensinamentos, mas... bj!
Luciana -
Post neste blog - Felicidade: existe um caminho?  24/08/2011  

 


 

Luciana de fato as questões relacionadas ao afeto e amor quando combinadas ao desapego tornam-se uma grande empreitada no entendimento de si mesmo. Em um relacionamento é muito mais fácil começar do que terminar. O 'encerramento' é algo que envolve desapego e auto-confiança. Quando buscamos nos relacionamentos (em geral inconscientemente)  completar algo que não temos vamos viver dois mayas ou seja teremos duas questões ilusórias: uma a de termos a partir desta convivência a qualidade ou habilidade do outro, e a segunda a partir da sensação do ‘Ter' sempre haverá o medo de ‘Perder’, não há outro jeito onde tem-se ‘ter’ tem-se o ‘perder’. Apesar de que tantos clamam pela dificuldade de obter e conquistar na vida coisas materiais ou pessoais sofre-se mais pelas perdas ou encerramentos do que pelo esforço do ganho e conquista. A dificuldade de entender e aceitar o fato de que as coisas e a vida neste plano físico são impermanentes é o grande buraco no caminho. Enquanto a pessoa confunde o impermanente com o permanente invertendo os valores: há sofrimento. A prática regular da meditação revela o mundo permanente que é o seu universo interior. Somos diferentes um do outro mas o caminho é um só. Tudo que você busca fora como satisfação, confiança, amor, paz, riqueza, você terá por pouco tempo; agora tudo que você busca fora você encontra dentro só que em quantidade e qualidade infinitamente maior e eternamente. No mundo exterior  você encontra a gota, dentro de você o oceano.

Medite!


Os textos e fotos deste blog são reservados aos direitos de publicação dos fotógrafos e do autor, Sandro Malburg Bosco, e não devem ser copiados ou reproduzidos sem autorização

 

Por Sandro Bosco às 09h05

05/09/2011

Yoga e o auto-esforço

 
 

Yoga e o auto-esforço

Um homem sábio fazia seu passeio pela praia como todos os dias, ao alvorecer, quando avistou ao longe uma criança caminhando levemente em sua direção. Ao chegar pertinho percebeu que ele estava apanhando estrelas do mar espalhadas pela areia, e devolvendo-as à água com cuidado.
Intrigado perguntou o sábio:
 - O que você está fazendo meu filho?
 - A maré está baixando rapidamente enquanto sobe o sol, respondeu o menino. Se eu não devolvê-las ao mar, morrerão.
O sábio sorriu:
 - Ah, menino, há muitos e muitos quilômetros de praias e milhares de estrelas do mar encalhadas na areia da maré baixa. Mesmo que você trabalhe muito só conseguirá salvar algumas dezenas delas o que não fará muita diferença.
O menino, inclinou-se mais uma vez pegou, outra estrela, e devolveu-a ao mar atirando-a bem longe além da arrebentação. E, feliz da vida respondeu:
 - Fiz diferença para mais essa.



Quando você pratica yogasanas – posturas – muitas vezes alguns pensamentos perigosos esmorecem seu esforço na permanência ou na continuidade na execução das posturas.

No entanto é com a mesma idéia do menino da parábola acima que você pode investir mais um minuto na permanência e mais uma postura, e mais uma postura; é assim que você faz a diferença na sua auto-disciplina e no crescimento do seu ‘poder da vontade’. Disciplina não é algo violento ou rígido é algo delicado e persistente que mobiliza a sua energia estagnada e fortalece a mente.


Os textos e fotos deste blog são reservados aos direitos de publicação dos fotógrafos e do autor, Sandro Malburg Bosco, e não devem ser copiados ou reproduzidos sem autorização.

 

Por Sandro Bosco às 14h18

Sobre o autor

Sandro Bosco

Certificado internacional de Iyengar Yoga. Ensina e pratica yoga e meditação há mais de 40 anos, coordena a escola Yoga Dham. Neste blog compartilha regularmente todas estas experiências.

Histórico