Blog do Yogue

Busca

Sobre o blog

A idéia deste meu blog é trazer o mundo do yoga e da meditação mais perto do seu cotidiano.

Adoro responder e investigar sobre este assunto, pois é uma forma preciosa de conhecer mais este universo.

Este nome “blog do yogue” é porque vamos aproveitar a sabedoria de muitos e muitos yogues do passado e do presente para rechear e iluminar o nosso dia a dia. Yogue para quem não sabe é um sábio. E mais propriamente é aquele que chegou lá! Chegar lá no yoga é uma das muitas coisas a se saber...

29/08/2012

A intenção no yoga

 
 

A intenção no yoga

A intenção no yoga canaliza a energia e concretiza as ações em resultados. No entanto no ocidente, onde falar em  yoga é estar falando de posturas - asanas - a maioria não tem uma intenção. Vejo pelos alunos que vem até mim que o principal motivo para praticar yoga é reduzir a ansiedade e sentir bem estar,  e isto já é excelente! Mas para essa finalidade  não precisamos ter uma intenção bem direcionada através de uma ação clara pois os asanas já trarão isso para você mesmo que você não esteja esperando. A química dos yogasanas via de regra, com uma boa sequencia na aula, vai afastar você de um estado hiperativo, agitado - rajas - ou inativo, preguiçoso  - tamas - e devolverá a você, no final da aula, um estado de bem estar  - sattwa - também compreendido como estado luminoso.

Até aqui então tudo bem para quem está no 'caminho yogue da sáude e do bem estar',  para firmar-se, é só manter acessa a chama da "regularidade" - abhyasa - .

Mas se com o passar do tempo o yoga inspira você a perceber que pode ir mais longe e reconhecer que saúde e bem estar já é um presente que vem junto com a prática regular, aí sim, a intenção - sankalpa - vem a ser algo  poderoso. É poderoso porque o yoga traz foco e se a intenção daonde se quer chegar está clara, o foco é como um farol para um navegador: orienta a cada minuto, ilumina a sua direção.

Agora, atenção; esta é uma realidade delicada (ou paradoxal) a intenção canaliza a energia e move montanhas se não houver uma expectativa do que você quer conseguir.

Eis a receita: traga foco nesta rotina yogue com uma intenção clara no coração e aceite os frutos que vierem da sua prática de yoga com gratidão.

Tudo é um aprendizado!


foto Joyce D'amore

Virabhadrasana II - postura do guerreiro II

benefícios - afasta a indolência e desânimo, desperta e fortalece as pernas e coxas trazendo firmeza e direção.


Autorizada apenas cópia, reprodução ou compartilhamento na internet sem uso comercial, com créditos para o autor e/ou link para o blog original.

Por Sandro Bosco às 07h47

24/08/2012

Destino: eu ou ele?

 
 

Destino: eu ou ele?

 

Porque reclamar do destino se ele está na suas mãos ? Porque  quantas coisas acontecem independente da sua vontade a cada minuto? O quanto você contribue para que cada uma dessas coisas aconteça livremente  é o quanto você não tem consciência delas. Os yogues nos ensinam que tudo está dentro de uma dança de 'causa e efeito'. Tudo. Os físicos também confirmam isso. Mas ninguém pode atestar que nesse constante 'causar aqui' e 'tomar lá' que um mais um é igual a dois. A esse 'vai e vem' do movimento da ação deram o nome de 'lei do karma'. Há dois mil anos atrás (ou talvez bem mais) já se disse na antiga India que "os caminhos do karma são insondáveis". Isso siginifica que não dá para deduzir que  eu faço isso e por isso me acontece aquilo,  ganharei isto porque doei aquilo. Muito menos ficar deduzindo sobre o karma dos outros (a não ser que o intuito seja jogar fora tempo e energia). Não, não é bem assim que funciona, pois dentro deste sabedoria ancestral indiana não se reconhece  uma só pessoa igual, não há um remédio exato para todas as pessoas, não há um destino igual ao outro. Mas como isto é possível? Bem, no universo das estrelas e galáxias e no universo dos seres humanos tudo muda a cada segundo e não se repete da mesma forma. A prática regular do yoga e da meditação, e  já se  disse isso antes,  leva você do conhecido ao desconhecido. Essa consciência que vai expandindo em qualidade e força, leva você do destino que é conhecido ao destino que ainda não é conhecido.  E isso é o que pode trazer paz e luz ao seu caminho.

 

 

Por Sandro Bosco às 08h10

03/08/2012

India, onde tudo começou

 
 

 


Por do sol em Kerala no sul da Índia



Tudo que se fala, se ouve e se escreve de yoga teve um início ... India. Se você vai  a passeio é um experiência forte, se você vai porque já pratica e estuda yoga e meditação e por isto já tem uma afinidade maior é quando a experiência pode torna-se além de forte, profunda!

Hoje sinto que a Índia não é um país para se viajar como tantos outros, por milênios ela foi e ainda é o berço de muita sabedoria. Cada local reserva uma experiência de vida.
Durante milênios incontáveis sábios yogues lá nasceram e morreram deixando em seu solo jóias de sabedoria e amor impressos na sua cultura.
Vamos fazer uma viagem diferente, em um ritmo calmo para que possamos abrir o coração para conhecer e sentir cada local, cada parada.
Praticaremos yoga em cada local como um alimento à energia do nosso corpo, abrindo nossa mente e nossa alma para absorver a riqueza da ancestralidade indiana.
Desta vez escolhemos o sul da India, berço da antiga medicina ayurvédica e de uma tradição de incontáveis santos yogues.



Jornada pelo sul da Índia - Yoga e Meditação
com Sandro Bosco em janeiro 201
3
informações pelo email: viagens@yogadham.com.br

 

 

Por Sandro Bosco às 17h47

Sobre o autor

Sandro Bosco

Certificado internacional de Iyengar Yoga. Ensina e pratica yoga e meditação há mais de 40 anos, coordena a escola Yoga Dham. Neste blog compartilha regularmente todas estas experiências.

Histórico