Blog do Yogue

Busca

Sobre o blog

A idéia deste meu blog é trazer o mundo do yoga e da meditação mais perto do seu cotidiano.

Adoro responder e investigar sobre este assunto, pois é uma forma preciosa de conhecer mais este universo.

Este nome “blog do yogue” é porque vamos aproveitar a sabedoria de muitos e muitos yogues do passado e do presente para rechear e iluminar o nosso dia a dia. Yogue para quem não sabe é um sábio. E mais propriamente é aquele que chegou lá! Chegar lá no yoga é uma das muitas coisas a se saber...

20/04/2010

O poder da Shakti, a energia criadora.

 
 

O poder da Shakti, a energia criadora.

"Svapna nidrá janánálambanam vá." 38-1 – Yoga Sutra – (aforismos do yoga)
“Ou (obtém-se o estado meditação) concentrando-se numa experiência tida durante um sonho ou sono profundo”.


Mês passado tive dois sonhos marcantes com a  presença de mestres de yoga. Foram excepcionalmente reveladores. Logo depois, coincidentemente reli este sutra acima  de Sri Maharish Patanjali  e resolvi colocá-lo em prática na minha meditação diária. Foi e tem sido poderoso e tremendamente eficaz. Quando sento para meditar, e começo a rever o sonho, na maioria das vezes, minha mente não chega a terminar de recordar e visualiza-lo e logo sou  levado para um espaço interior silencioso e protegido e assim permaneço por um longo período. È maravilhoso o poder  da shakti – energia espiritual  - contido em um sutra! É por isto que os ensinamentos dos shastras  - escrituras, textos sagrados - como estes sutras, não são para pensarmos sobre, mas sim, para contemplá-los e pô-los em prática.


Os textos e fotos deste blog são reservados aos direitos de publicação dos fotógrafos e do autor, Sandro Malburg Bosco, e não devem ser copiados ou reproduzidos sem autorização.


 

Por Sandro Bosco às 23h13

18/04/2010

Vida simples e consciência elevada

 
 

Vida simples e consciência elevada

"O mundo é comparável a água e a mente humana ao leite. Este se mistura com a água , quando postos os dois juntos. Mas, transforma o leite em coalhada e depois bate-o até virar manteiga. Agora despeja-a dentro d'água e ela não haverá de se misturar, pelo contrário permanecerá intacta, flutuando." - Sri Ramakrshina  (1836-1886).


Nesta desrição o santo yogue indiano ressalta a importância de viver como o lótus, que mesmo com as raízes no lôdo floresce acima da superfície da água em uma exuberante flor de lótus. Esta parece ser uma constante nos ensinamentos de vários sábios de diversas tradições. O padre jesuita, o francês Pierre Teilhard de Chardin (1881 - 1955) disse "Viver neste mundo como se não fôssemos dele".  Em um mundo superpopuloso, inundado de apelos de consumo e de vida baseada em valores supérfulos, constantemente tumultuado pelo excesso de informação e comunicação, como viver nele sem atrelar-se ou prender-se a ele? Como a prática do yoga e da meditação pode trazer a você a importância de uma vida simples, com uma mente desapegada e com a consciencia elevada?


Os textos e fotos deste blog são reservados aos direitos de publicação dos fotógrafos e do autor, Sandro Malburg Bosco, e não devem ser copiados ou reproduzidos sem autorização.


 

 

Por Sandro Bosco às 21h30

14/04/2010

Yoga - em tudo há um sabor especial.

 
 

,

 

foto - R.Setton -


 

UPAVISTAKONASANA - postura sentada do ângulo


A prática dos yogasanas  - posturas de yoga - pode ser de grande valia também para aqueles  que buscam algo mais do que saúde física e mental. Quando você alcança um controle e estabilidade do corpo em um yogasana (como na foto acima), você o consegue atraves da mente e de um pensamento concentrado - ekagrata - . Curiosamente é atraves do silenciamento da mente e consequente desaceleração da respiração, que esta estabilidade e permanência na postura se dá de forma mais prazerosa. Os yogues nos ensinam a degustar o rasa de cada momento. Rasa pode ser entendido como o sabor ou o néctar existente em cada instante vivido, em cada prática de yoga ou de cada palavra dita ou mesmo de cada minuto obtido de silencio interior. Rasa é o sabor residual da meditação, do momento de amor, da troca de olhares profundo. Se você estiver sobre o clima exterior decorrente de um natural silencio de pensamentos, eu custo a crer em algo neste universo que você não possa sentir o rasa existente.

É a ssim que me sinto estes dias, sentindo e degustando todos os pequenos momentos e vendo eles naturalmente dando vida a um grande momento.

 

 


 

Os textos e fotos deste blog são reservados aos direitos de publicação dos fotógrafos e do autor, Sandro Malburg Bosco, e não devem ser copiados ou reproduzidos sem autorização.


 

Por Sandro Bosco às 18h11

Sobre o autor

Sandro Bosco

Certificado internacional de Iyengar Yoga. Ensina e pratica yoga e meditação há mais de 40 anos, coordena a escola Yoga Dham. Neste blog compartilha regularmente todas estas experiências.

Histórico